VOCÊ CONHECE A SORA? A NOVA INTELIGÊNCIA QUE VEIO PARA REVOLUCIONAR O MERCADO?

Compartilhe essa postagem

Parece que a empresa OpenAI não quer parar de nos impressionar. Para quem não se lembra, essa empresa é a criadora do “CHATGPT”, que deixou todo mundo impressionado com o poder da inteligência artificial.

E agora, no começo do ano, a empresa volta aos holofotes, apresentando a SORA, sua nova inteligência artificial, capaz de gerar vídeos a partir de textos ou de imagens estáticas.

Inteligências artificiais que criam vídeos a partir de textos já são uma realidade, mas frequentemente geravam resultados que caíam no chamado “vale da estranheza”. Isso significa que quando a inteligência criava rostos humanos, muitas vezes parecia haver algo errado ou claramente se notava que não eram reais.

Porém, a SORA parece ter resolvido boa parte desses problemas. Nos testes apresentados pela empresa, as gerações de vídeos são impressionantes. É quase imperceptível que o ser humano mostrado no vídeo não existe na realidade e foi totalmente criado por inteligência artificial.

Para alcançar esse nível de realismo, a SORA utiliza uma técnica avançada conhecida como Generative Adversarial Networks (GANs), que consiste em dois modelos de rede neural competindo entre si: um gerador, que cria as imagens, e um discriminador, que as avalia. Esse processo de competição e refinamento contínuo permite que a SORA produza resultados cada vez mais convincentes.

Se você ficou interessado em criar seus próprios vídeos agora mesmo, terá que esperar um pouco mais. A empresa ainda não divulgou uma data de lançamento para que usuários finais possam utilizar a ferramenta. Por enquanto, apenas a equipe da OpenAI está gerando os vídeos.

No entanto, você pode visualizar todos os vídeos gerados por eles, inclusive os que saíram com resultados inesperados, no site da OpenAI (https://openai.com/sora). Lá, você encontrará uma variedade de vídeos gerados, juntamente com os textos utilizados para obter os resultados mostrados.

A possível demora para a OpenAI disponibilizar a ferramenta para testes públicos pode estar relacionada à preocupação com o uso da tecnologia na criação de DeepFakes, ou seja, vídeos falsos criados por inteligência artificial.

Em um ano eleitoral em vários países, incluindo o Brasil e Estados Unidos, uma ferramenta com potencial para gerar vídeos falsos de candidatos, por exemplo, representaria um grande problema, dificultando o controle da disseminação de informações falsas.

A OpenAI afirmou estar engajada com legisladores, educadores e artistas ao redor do mundo para entender as preocupações e identificar o uso da tecnologia de forma consciente.

Além disso, a SORA também levanta questões éticas e sociais importantes. Por um lado, ela oferece oportunidades fascinantes para a indústria do entretenimento, permitindo a criação de conteúdo visual de alta qualidade de forma mais eficiente e acessível. Por outro lado, há preocupações sobre o potencial de uso indevido da tecnologia, como a manipulação de imagens e vídeos para espalhar desinformação ou prejudicar a reputação de indivíduos.

Pelo que foi apresentado, talvez em breve vejamos um filme inteiramente gerado por inteligência artificial, com atores que sequer existam. E como os profissionais da indústria cinematográfica, como atores, diretores e dubladores, vão aceitar essa nova realidade? Essa é uma questão que certamente será explorada mais profundamente no futuro. Afinal, a SORA está apenas começando a mostrar seu potencial, e seu impacto na sociedade ainda está por ser totalmente compreendido.

Além de seu potencial no entretenimento, a SORA pode ter aplicações significativas em outros campos. Na publicidade, por exemplo, ela pode ser usada para criar anúncios altamente personalizados e envolventes, adaptados ao perfil de cada espectador. Na educação, vídeos gerados pela SORA podem ajudar a tornar o aprendizado mais acessível e interessante, fornecendo recursos visuais sob medida para diferentes estilos de aprendizagem.

No campo da medicina, a SORA pode auxiliar na simulação de procedimentos cirúrgicos ou na criação de vídeos educativos sobre condições médicas complexas. Na pesquisa científica, ela pode ser utilizada para visualizar dados complexos ou simular fenômenos naturais, ajudando os pesquisadores a compreender melhor o mundo ao nosso redor.

Entretanto, é importante considerar os desafios éticos e sociais associados ao uso da tecnologia SORA em diferentes contextos. A disseminação de vídeos falsos ou enganosos pode minar a confiança pública e gerar consequências negativas para a sociedade como um todo. Portanto, é essencial que a OpenAI e outros desenvolvedores de tecnologias similares ajam com responsabilidade e transparência, implementando salvaguardas adequadas para mitigar os riscos potenciais.

Em última análise, a SORA representa um avanço emocionante no campo da inteligência artificial e da geração de conteúdo visual. Seu impacto futuro dependerá não apenas de sua capacidade de produzir resultados impressionantes, mas também da maneira como essas tecnologias são utilizadas e regulamentadas pela sociedade. Estamos apenas começando a arranhar a superfície do que é possível com a SORA, e o futuro promete uma série de possibilidades empolgantes e desafios complexos à medida que exploramos os limites da criação artificial.

Segue alguns exemplos práticos do que a Sora é capaz de fazer:

Exemplo 1-

Uma mulher elegante caminha por uma rua de Tóquio repleta de néons cálidos e luminosos e placas animadas da cidade. Ela veste uma jaqueta de couro preta, um longo vestido vermelho e botas pretas, e carrega uma bolsa preta. Ela usa óculos de sol e batom vermelho. Caminha com confiança e casualidade. A rua está úmida e reflexiva, criando um efeito de espelho das luzes coloridas. Muitos pedestres andam por ali.

Exemplo 2-

Nesse caso o texto foi “ Vários gigantescos mamutes lanudos se aproximam, caminhando por uma pradaria nevada, a sua longa pelagem lanosa balança levemente ao vento enquanto andam, árvores cobertas de neve e montanhas dramáticas com picos nevados ao fundo, luz de meio da tarde com nuvens finas e um sol alto ao longe criam um brilho acolhedor, a baixa perspectiva da câmera é deslumbrante ao capturar o grande mamífero peludo com uma fotografia bela e profundidade de campo”.

Em resumo, a SORA marca um momento crucial no avanço da inteligência artificial e na criação de conteúdo visual. Seu potencial para transformar diversas indústrias é imenso, mas também levanta questões importantes sobre ética, regulamentação e impacto social. À medida que avançamos para um futuro onde a inteligência artificial desempenha um papel cada vez mais significativo em nossas vidas, é fundamental que nos mantenhamos atentos aos desafios e oportunidades que surgem com essa tecnologia revolucionária. A jornada da SORA está apenas começando, e o que nos reserva o futuro é tanto emocionante quanto incerto.

Lilian Primo Albuquerque

Colunista, CEO, Mentora, Conselheira e Investidora de Startups.

Postagens Relacionadas

Carreira

QUEM ESTÁ NO COMANDO DE SUAS ESCOLHAS?

Outro dia conversava com uma jovem mulher que acabava de ser promovida a C-Level Executive Assistant do CEO da sua organização. Ela havia trilhado um

Criatividade e Inovação

Neuralink mostra como chip cerebral funciona

A empresa Neuralink, fundada pelo bilionário Elon Musk, recentemente apresentou um vídeo emocionante mostrando os avanços de sua tecnologia de implante cerebral. O protagonista do

Precisa de Ajuda?